Os Stonerust estão de volta a Odemira.

Depois de terem participado na ultima edição do Mira Fest 2015, o quarteto de Cascais apresenta-se agora no Café Concerto O Cais, dia 5 de Dezembro, com os convidados locais Liber Mortis a abrir a noite.

Formados em Junho de 2010, os STONERUST tocam um hibrido de stoner, thrash, metal e são actualmente uma das bandas mais activas na cena de peso nacional. Entre 2011 e 2012 gravaram dois EP’s, “Stonerust” e “Higher Hope Gone”, ambos em take-directo, nos Studios BlackSheep, em Sintra, pela mão de Makoto Yagyu (PAUS).

A banda local de suporte é Liber Mortis, de Vila Nova de Milfontes. Esta recente formação ainda não dispõe de nenhum registo discográfico até ao momento. Podem acompanhá-los na respectiva página de FB.

Mais info em:

12273615_981008471970053_1999591523628719397_o

Nota  —  Publicado: novembro 23, 2015 por rmatox em Agenda AO VIVO
Tags:, , , , ,

ESTAMOS DE VOLTA

Publicado: novembro 23, 2015 por rmatox em Outros artigos

Olá pessoal.

Tivemos afastados do blog durante algum tempo mas estamos de volta.

Vamos actualizar o blog nos próximos dias.

Entretanto podem ouvir o que se faz por cá. Ficam aqui alguns endereços:

Suspeitos do Costume: Desigualdades iguais:

Contra Mão:Consumismo

Since Today

https://sincetodayhc.bandcamp.com

 

Olá pessoal.

Pois é parece que o mês de setembro vai ter dois fins de semana consecutivos sempre a abrir.

Dia 13 de Setembro, sexta feira em Santo André temos concerto de punk rock com:

PESTE E SIDA

https://myspace.com/pestesida

https://www.facebook.com/pestesida

MATA RATOS

https://www.facebook.com/infamesmr

ACROMAIACOS

https://www.facebook.com/acromaniacos

http://acromaniacos.com.sapo.pt/

SUSPEITOS DO COSTUME

https://www.facebook.com/pages/Suspeitos-do-Costume/569773909708961?directed_target_id=0

A organização deste ROCK SEM LEI fica a cargo dos nossos amigos que organizavam o querido festival, infelizmente extinto ALENTEJO SEM LEI e o pessoal que organizava o LAGOA ROCK, dai surge o ROCK SEM LEI. Força nisso pessoal, cá estaremos para o que for preciso.

Sinceramente gosto de ver que a malta não cagou para o rock, para o punk, para o underground, afinal o bicho está cá dentro, é impossível ignorado. Parabéns pessoal.

971815_4807555641569_1421245682_n

Dia 20 de Setembro, sexta feira temos concerto com:

ALEGORICA (Brasil)

http://www.nlmalegorica.com/

FITA COLA

https://www.facebook.com/fitacolarock

SUSPEITOS DO COSTUME

https://www.facebook.com/pages/Suspeitos-do-Costume/569773909708961?directed_target_id=0

DJ PETER ZAMB

A organização deste evento é feita por: ODEMIRA-TE Associação Cultural e Artística de Odemira (pessoal que tem organizado o Abril Mira Fest) com o apoio incondicional do Município de Odemira

1236280_10151700041593557_1772960179_n

Sexta-feira dia de 16 de Agosto foi um dia sempre a abrir. Entre a montagem de 2 PA`s e os respetivos testes de som lá consegui arranjar um tempinho para ir jantar muito rapidamente pois aproximava-se a passos largos a hora estabelecida para o início da atuação com a minha amiga Bonga na Praça Sousa Prado em Odemira. Com uma bonita moldura humana de se ver, lá fomos despejando temas clássicos cantados na língua de Camões fazendo-me acompanhar pela linda voz da Bonga. Estava instalada a festa, bifanas, cerveja, vinho tinto e muito boa disposição espalhada pelo jardim. Desta vez na plateia estava o pessoal dos Dalai Lume que iriam tocar mais tarde no Cais Bar em Odemira com os Contra Mão e Rock Never Ends. Instantes depois sobem ao palco os Mariachi Oriundos do México brindaram os presentes no jardim, cada vez em menor número com temas clássicos provenientes do outro lado do mundo, segue-se mais umas cervejas e a desmontagem do PA em meia hora. Hufaa…

logo

Peguei no meu amigo Álvaro Guerreiro e fomos para o Cais Bar onde às 00.30 começaram a tocar os Dalai Lume, na bagagem traziam o seu novo disco e fizeram questão de o apresentar aos jovens Odemirenses. Com o Cais Bar muito bem composto os Dalai Lume não se inibiram por serem a banda que abria as hostilidades e despejaram cerca de 16 temas em uma hora e pouco. A banda estava contente, transpareciam alegria e satisfação de estarem ali a partilhar o momento connosco e com cerca de 10 amigos que estavam de férias aqui pela zona e resolveram aparecer para participar naquela que seria uma noite de grande festa. Como plano de fundo tínhamos o Rio Mira Com as suas duas pontes ali bem ao lado da vista de todos os presentes. Gostei bastante de ver a banda mais uma vez e passar mais uma boa noite com tão boa companhia. Obrigado por tudo Zorb, Oregos, Rodrigo e Bernardo.

DALAI LUME_banda sentada

De seguida tivemos Contra Mão que ofereceram mais uma boa prestação ao público presente.  Para finalizar a noite Tocou a banda de covers Rock Never Ends que brindou os presentes com clássicos atras de clássicos, boa disposição muitos copos e convívio entre todo o pessoal que por ali bebia copos. Adorei a boa onda que estava instalada ali naquela margem do Rio Mira, havia pessoal te todos os cantos da Tuga, do Porto, Lisboa e Faro. Uma lição de boa onda daquelas que gostava de ver em mais sítios. Venham mais.

É já este sábado dia 20 de Julho que a nossa querida praia da Zambujeira do Mar vai receber  mais um campeonato de Bodyboard, organizado pelo pessoal local.

A actividade levada a cabo dia 20 não é apenas destinada à competição entre atletas, podem ver no cartaz a programação completa.

1005434_1391722947714348_2079112645_n

 

ZAMBUJEIRA 20 JULHO

 

Mais info em:

Suspeitos do Costume: https://www.facebook.com/pages/Suspeitos-do-Costume/569773909708961

Contra Mão: https://www.facebook.com/ContraMaoPunkRock?fref=ts

Bodyboard Zamb Fest:https://www.facebook.com/zambujeira.bodyboardfest?fref=ts

Núcleo de Bodyboard Zambujeira: https://www.facebook.com/nbzmar?fref=ts

???????

  • A exposição itinerante “António Gonçalves Correia, a utopia de um cidadão” poderá ser vista até ao dia 28 na Biblioteca Municipal de Aljustrel, a localidade onde surgiu o colectivo anarquista Gonçalves Correia, a que respeita este blog, no âmbito do espaço e experiência que foi o Centro de Cultura Libertária de Aljustrel (2006-2009).

 

  • A nota de imprensa municipal à exposição refere que:

    “…/ esta mostra, cujo nome foi escolhido pela família para esta exposição, pretende homenagear a grande figura que era este homem e as ideias que convictamente defendeu, destacando a aplicação prática dos seus ideais, com a criação da “Comuna da Luz”, em Vale de Santiago, em Odemira, e da “Comuna Clarão”, em Albarraque, em Sintra.  Natural de São Marcos da Ataboeira (Castro Verde), Gonçalves Correia lutou toda a sua vida, através da escrita e ações, para transmitir a ideia de que o verdadeiro socialismo era o socialismo libertário, consciente, de ação direta, sem deputados, nem eleições.
    Faleceu em Carnaxide a 2 de dezembro de 1967, e foi a enterrar com a barba e o cabelo compridos, visto nunca ter conseguido cumprir a promessa de só os cortar se conseguisse viver em liberdade, conforme disse aos amigos e família. “

 

Concurso de bandas para o Avante em Beja

Publicado: julho 16, 2013 por manilhaodemira em Live Report
Tags:, , ,

contra_mo

  • Dia 12 cheguei a Beja ainda bem cedo, depois de conhecer o parque da cidade e de um jantar horrível no Mc Donnalds, acompanhado de uma boa sandes de fiambre e umas jolas lá se deu início aquilo que seria a eliminatória da região de Beja, com objetivo de apurar uma banda para atuar no palco Novos Valores na Festa do Avante.

CHÁ DE EMPILHADORA

A primeira banda subir ao palco foram os Chá de Empilhadora e esta banda estava a jogar em casa. Descrevo a banda com duas palavras, ”javardice total”. A banda ofereceu aos seus fãs temas como Cabrão, Bicho estupido entre outros êxitos. A sonoridade da banda era uma onda punk com uns reefs rock. A banda apresentava uma sonoridade bastante fraca, tremida e pouco coesa, mas notava-se no rosto de cada elemento que compunha este conjunto uma enorme satisfação de estarem naquele momento a apresentar o seu recente trabalho. O carismático vocalista desta banda estava elétrico e cheio de boa disposição, os outros elementos achei-os muito pouco à vontade naquilo que estavam a fazer tendo contudo achado a banda muito divertida. Com pouca qualidade musical, uns desfinansos à mistura e muita festa em cima do palco a banda lá foi entoando os seus temas em jeito de brincadeira. Verdade seja dita, eles estavam-se a cagar para aquilo tudo. Gostei da banda.

CONTRA MÃO

A segunda banda da noite foram os Contra Mão oriundos do Litoral Alentejano mais propriamente de Odemira. Esta jovem banda ofereceu aos presentes no parque da cidade temas Rock Punk cantados na língua de Camões por uma voz feminina. Com uma enorme convicção a banda foi debitando temas como Rotura, Por Um Só, entre outros que rapidamente chamaram a atenção do público presente. A banda conseguiu mais uma prestação coesa e consistente. Pouco mais tenho a acrescentar, apenas achei a banda um pouco nervosa, talvez dadas as circunstâncias de estarem num concurso e a jogarem fora de casa. No entanto fica uma boa nota, para mais uma prestação desta jovem formação.

HORSES FOR COURSES

A banda que se segue são os Horses For Courses. Esta banda apresenta aos ouvintes do concurso uma mão cheia de temas cantados em Inglês, com uma sonoridade Indie Rock, esta recente formação fez uma curta viagem de Serpa até Beja.. Confesso que gostei bastante de ouvir aquela recente formação, não porque fizessem algo de novo, mas porque via-se que gostavam realmente de fazer aquele tipo de som que não agradava aos ouvidos da maioria dos presentes no parque. Sem uma grande atitude e com alguma falta de experiencia notória a banda foi tocando o seu reportório de uma forma bastante humilde. Com alguma conversa à mistura a banda ia fazendo mostra do seu trabalho, e notava-se realmente que havia ali trabalho de casa. Gostei da banda.

TERRAZA

Sem muitas demoras sobe ao palco um casal de atores. Conta a sua história que o destino os juntou em Beja, cidade que os acolheu e lhes deu trabalho. Com o nome de Terraza, este dueto sem dúvida alguma apresentou aos presentes no parque um momento bastante agradável. Um guitarrista com uma bela guitarra acústica acompanhava suavemente a doce voz feminina da sua companheira. Com um toque teatral na sua prestação este dueto muito engraçado não passou desapercebido a ninguém. Na minha opinião embora a sua atuação tenha sido muito boa, sem dúvida alguma o estilo do dueto não se enquadrava de maneira alguma no conceito do concurso.

RE-ACTIVE LUST

Depois de algumas demoras sobe ao palco mais um dueto chamado Re-Active Lust, composto por um baixita e um guitarrista (ambos bem conhecidos do publico presente) acompanhados de uma programação de batidas e as demais parafernálias de efeitos sonoros que entoaram no Parque da Cidade naquela noite de Verão. Embora todos saibamos do talento destes músicos locais, achei a sua prestação bastante fora do contexto do que seria pretendido para o efeito. Sinceramente não gostei muito da prestação deles, talvez esta minha humilde opinião seja influenciada pelos meus gostos pessoais. Aquilo parecia uma festa Trance acompanhada de guitarra vozes e baixo. Perdoem-me a expressão.

JR MOVIMENTO ALENTEJO

Para fechar a noite tivemos o Mc JR (Rape da casa) acompanhado por 3 convidados. Sem nenhum instrumento em cima do palco este grupo juntou em frente ao palco uma serie de amigos que vieram simplesmente para os ver atuar. O Mc JR sem dúvida alguma que tem um enorme talento dentro de si, já os seus companheiros não achei que tivessem grande coisa para oferecer ao público presente. No fim da sua atuação brindaram os presentes com umas rimas debitadas à capela cheias de atitude, a descreverem por palavras cruas e duras o atual panorama político e económico do Pais.

Com um PA de bar a tocar em pleno parque da cidade as bandas foram sem dúvida os principais prejudicados, assim como todo o público presente no parque.

A minha opinião final é que foi extremamente injusto o desfecho final desta eliminatória. Segundo os critérios de avaliação destes concursos devia-se dar prioridade a bandas no verdadeiro sentido da palavra (um conjunto de músicos com instrumentos). Outros critérios a meu ver também ficaram de lado na altura de escolher a “banda” vencedora. A meu ver o concurso teria que ser disputado entre três das seis bandas presentes. Em disputa pelo lugar vago no palco Novos Valores na Festa do Avante estariam os Chá de Empilhadora, os Contra Mão e os Horses For Courses.

Para descrever o palco e afinidades vou usar as palavras do baixista dos Re-Active Lust “Não oiço nada, isto está horrível, podes-me dar aqui monição?” E derivado à só utilização de luzes brancas em cima do palco o mesmo baixista diz “ Isto parece uma barraca de cachorros”